done Seu endereço foi salvo
close
error_outline E-mail inválido
close
Experimente gratuitamente
[Infográfico] Emailling e o RGPD: entender tudo sobre a nova regulação da União Europeia de proteção de dados

[Infográfico] Emailling e o RGPD: entender tudo sobre a nova regulação da União Europeia de proteção de dados

Em Maio de 2018 entrará em vigor o famoso RGPD: o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados. Esta nova lei tente, antes que nada, reforçar a proteção de dados pessoais dos internautas. Muitos artigos já falaram sobre este tema e vários imaginam que esta regra vai afetar aos provedores do email marketing e aos seus usuários.

Criamos um infográfico para que vocês que resume as mudanças reais que vai se realizar com o RGPD e a sua implementação no âmbito de mailing.

 

Emailling e o RGPD: o que vai mudar

Este infográfico se concentra, em particular, no tema de consentimento, que é um dos pontos centrais da nova regulação. Para ilustrar as consequências, este infográfico ressalta um aspecto do RGPD, o consentimento, e põe as suas aplicações mais concretas no quadro de envio de correio comercial debaixo de uma lupa: a criação de uma conta e a inscrição a uma newsletter, os funis de geração de leads que são utilizados por muitas empresas e que são agora regulados pelo RGPD.

Partindo desses exemplos,  apresentamos as práticas que já não serão possíveis com o RGPD e quais são as suas possíveis alternativas. Constatamos, por exemplo, que já não se poderá marcar uma caixinha autorizando a empresa a enviar comunicações comerciais ao usuário da conta. Além disso, será proibido encorajar os usuários a se inscrever na sua newsletter com a promessa de promoções. Será impossível oferecer uma oferta comercial por se inscrever ou coletar dados não necessários para o propósito pelo qual o formulário é proporcionado.

O infográfico mostra, igualmente, as definições do consentimento prévio e tudo que isso implica desde um ponto de vista prático para as empresas.

 

Fortes penalizações por imcumprimento do regulamento

Como todo regulamento, o RGPD vem acompanhado de sanções para aquelas empresas que não respeitem as condições impostas. As multas podem alcançar até 4% do faturamento global da empresa, com um limite de 20 milhões de euros. Com esta estratégia, o parlamento europeu está certo que vai terminar com a falta de respeito aos dados pessoais na internet.

 

As empresas deverão se assegurar que trabalham com provedores que respeitem o RGPD

Toda empresa que recolha dados pessoais deverá se assegurar que os seus provedores, com os quais trabalha no processamento dos dados, respeitam as exigências do RGPD. É o caso das campanhas de marketing, que não enviadas por terceiros através de soluções profissionais como Mailify.

Como uma empresa líder de soluções de mailling na França, tomamos todas as medidas necessárias para comprir com o RGPD, criando uma equipe focada no tema, assim como um registro de tratamento de dados pessoais. Além disso, encaixamos esses conjuntos dentro da União Europeia. O nosso comprir com o RGPD permite que os nosso clientes encarem a chegada do RGPD em 2018 com serenidade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Experimente gratuitamente